Ela

CRISTINA, 21 Novembro, 2019

Hoje é o dia dela. Somos amigas há muito tempo. Desde quando, filha única, percebi que me fazia companhia. Passei horas a ouvi-la. Nem sempre a tive no meu quarto. A sala era o ponto dos nossos encontros. Ao fim de semana abria o sofá e ali dormia para a ver logo pela manhã ainda enrolada nos lençóis. Éramos tão amigas que o único castigo do meu pai, teria eu uns 10 anos, foi não a poder ver naquela noite. Cresci tanto com ela. Deu-me mundo. Viajei com ela. Sonhei com ela. Adormeci com ela. Um dia fez-me o desafio. Já lá vão 16 anos. Chamou-me a casa e lá fui, para não mais sair. Mudou-me a vida. Tirou-me do caminho do ensino escolar. Abriu-me a porta e de lá não saí mais. Há mais de um ano mudei-me. E ela veio comigo. Porque nos tornámos inseparáveis. Nesta equação temos deixado entrar muitos amigos. O Manel, o Pedro, a Rita, o Daniel, o Ruben, a Lurdes, o João, a Paula, o Miguel, o Luís, tantos. E brincamos todos no mesmo parque. E nada melhor que uma amiga que nos diverte. Obrigada pelo que me tens dado, companheira. Prometo continuar a honrar-te. Ou não fosses tu minha amiga de tantos anos, querida televisão.

  • Comentários

    Artigos relacionados