Gianecchini e eu…

CRISTINA, cultura, 28 Maio, 2013

Gianne216h. A hora do encontro. Mas começou mais tarde. Muito mais tarde. Tantos os jornalistas. Tantas as entrevistas. Mas Gianecchini foi meu. No tempo em que estivemos olhos nos olhos. Foi meu. Achou até que já nos tínhamos encontrado. Mas não. Só agora. Lindo. E não só por fora. Giane é sorriso. Sorri. Sorri sempre. Porque a vida lhe deu um presente. Gianechinni de perto não é músculo e beleza. É grandeza. É gente. Grande porque cresceu. Porque com o cancro renasceu. Porque entendeu. Entendeu que a vida é alegria. Nem que reste apenas um dia.

_DSC8526 copyGianne11Gianne16Gianne9Gianne6Gianne10Gianne1Gianne15_DSC8533 copyGianne5Gianne4Gianne13Gianne12 Gianne7 Gianne8

Fotogafias B&W | Miguel Ângelo

Fotografias | Francisco Branquinho

  • Comentários

    Artigos relacionados