Florença: florescer

viagens, 6 Setembro, 2018

Já lá tinha estado por apenas 3 horas. Muito pouco para uma cidade de tamanha grandeza. Florença tem agora voo directo da TAP, está a apenas 3 horas de distância. Tem uma energia única e talvez o pôr-do-sol mais bonito do mundo. O laranja confunde-se com o tom castanho predominante da arquitetura. Três dias são suficientes para conhecer os pontos principais e engordar uns dois quilos. A comida é do melhor que já provei até hoje em Itália. Aqui ficam algumas das minhas dicas, em conjunto com a agência TUI Portugal.


Eu fiquei no Portrait Firenze. Fica mesmo a olhar para a Ponte Vecchio. É pequeno, de design e com um pequeno-almoço muito bom.

É a ponte mais conhecida. Com lojas de ourivesaria de um lado e do outro, é ponto central da cidade. Vai passa-la várias vezes.

É um local de tirar a respiração. Pode subir ao alto e admirar a cidade. A arquitetura é extraordinária. Uma das praças centrais de Florença

PALÁCIO PITTI

É uma surpresa. Por fora ninguém diz o que esconde. É talvez o Palácio mais luxuoso que já vi até hoje. A pintura, o dourado, os lustres… tudo é “wow”. Tem um jardim gigante que também pode ser visitado.

O Le Menageres foi a minha primeira experiência gastronómica em Florença. É uma mistura de loja, florista e restaurante gourmet extraordinário. Não vá à procura de pizza. Não tem. Para isso, e para as melhores massas, vá ao Angiolino ( pequeno anjo), perto do centro, tradicional e muito bom. O restaurante do hotel também é recomendado.

São um quadro ao ar livre. Pelos edifícios, pelas lojas, pelos recantos, pelas ruas estreitas.

Para mais informações é só contactar a TUI Portugal.

  • Comentários

    Artigos relacionados