Revistas

CRISTINA, 24 Agosto, 2017

Hoje é dia de fecho de revista. Para quem não sabe, quer dizer que damos por concluído o trabalho desta edição e enviamos para a gráfica. Seguem-se depois uma série de procedimentos que levam mais de uma semana. Quando decidi lançar a revista CRISTINA não sabia nada destes processos. Era apenas leitora. Foi na Masemba, editora que abraçou o projecto, que fui aprendendo. Em março, já se sabe, lancei a minha própria editora, constituí equipa, e tenho quase 20 pessoas a trabalhar, para que todos os meses chegue às bancas a revista. Várias pessoas, desde o primeiro dia, me falaram no risco, que era maluca, que o mercado era difícil. Mas eu não quis desistir. Eu sou das que acredita no papel. Eu sou das que acha que a internet não cria memórias, não deixa registo. Ontem, as notícias deram conta de um possível fecho de algumas revistas.  E do desemprego de centenas de pessoas. Fiquei triste. Muito. Porque torço pela imprensa escrita, porque colecciono publicações desde miúda, porque acompanharam o meu crescimento. Espero que a situação se resolva e que a minha revista continue ao lado de todas as outras. A bem da informação, da sociedade e da democracia. Estas fotos foram tiradas no dia em fiz a próxima capa. Chega dia 7.

 

  • Comentários

    Artigos relacionados