O Mário e a Amélia

TV, 9 Junho, 2017

Chegaram tímidos, mas com um olhar brilhante. O Mário tinha dito à mulher que não queriam velhos no “Apanha Se Puderes”, mas a Amélia inscreveu-os. E foram seleccionados. Decidiram que o Mário seria a mente. Chegaram a estúdio na velha “Ramona” e tiveram vergonha de a estacionar no parque da TVI. Não avisaram ninguém da família. Tinham um ar apaixonado. Logo nos primeiros instantes, referi gostar do Mário. Não sei porquê. Gostei logo. Começámos o jogo com a Amélia de ténis nos pés e calções debaixo do vestido, não fosse o diabo tecê-las. À pergunta: “O que é um peddy papper?”, logo à primeira, o Mário atrapalhou-se. Lá saiu uma ajuda CRISTINA e mal sabia eu que seria a última. A partir daí nem vacilou. Respondeu a tudo com certezas e sem pensar muito. A Amélia lá tentava segurar as malas que teimavam em escorregar. Público, equipa e apresentadores apaixonavam-se cada vez mais pelos concorrentes, e a energia que se foi vivendo em estúdio era cada vez maior. Todos queríamos que ganhassem o prémio. Mas, já com a viagem na mão, decidiram continuar. Tive tanto medo que perdessem. Mas queria, sim , ao mesmo tempo, ver até onde chegavam. Quando a Amélia diz que nunca tinha tido um carro a estrear, com a sua voz doce, que me parte o coração. Mas a vida sabe o que faz. O Mário respondeu à nona pergunta e quando aparece a última pergunta, ouve sereno, e diz no fim: “Quer que responda já ou espero um bocadinho?” O Pedro desata a saltar ao meu lado e eu comecei a tremer. Eles iam ganhar a montra. E mereciam muito. Foi dos momentos felizes da minha vida profissional. Sabíamos que o que ali tínhamos vivido ia passar para o público. Tinha contagiado todos. E assim foi. Recebi mensagens de pessoas que saíram do trabalho a correr para ver o programa, de quem tinha chorado com eles, de quem comparava o programa à final do europeu. E da filha do casal a agradecer o carinho. Nós é que temos de dizer obrigada. Isto não acontece muitas vezes em televisão. E  mais de um milhão de pessoas, as que viram, sabem porquê.

  • Comentários

    Artigos relacionados