Madeira de inverno

fashion, 24 Janeiro, 2018

Estava frio hoje. O termómetro marcava 7  graus quando saí de casa. Estava nevoeiro. Menos que ontem, a ponto do meu filho exclamar: “Não se vê nada, mãe!” O “nada” era apenas aquilo que os olhos vêem, porque o nevoeiro alimenta a imaginação. Como se houvesse magia para além do que não conseguimos ver. Por algum motivo D. Sebastião continua na nossa memória. Ninguém esquece que desapareceu no meio do nevoeiro. Gosto de dias assim. Em que apetece lareira e cheiro de madeira. Onde parece que reina a paz no turbilhão do dia-a-dia. Depois aparece o sol. E aí aquece o coração. E deixam de estar 7 graus. Lá fora. Porque na vida devemos todos procurar o “quentinho” dos afectos. E isso não há neblina que arrefeça.

Agradecimento ao Ericeira Camping
Look
Fracomina na Casiraghi Forever
Argolas | Eugénio campos
Daily Team
Fotografia | Rui Valido
Makeup & Hair
LUVIN – content & digital PR
  • Comentários

    Artigos relacionados