A Susana

CRISTINA Mag, 4 Outubro, 2017

Há pessoas que são uma surpresa. E merecem destaque. Quando escrevia para o Record lembro-me de ter dedicado uma crónica a Rui Vitória. O homem calado, paciente, que ouviu o pior e trabalhou. Na altura certa, mostrou o que valia e o Benfica foi campeão. Elogiei a postura, como já fiz com outros intervenientes futebolísticos. E o futebol envolve muita paixão daí as emoções exacerbadas, muitas vezes. Fica-me sempre a curiosidade de quem são estes homens, quem têm ao seu lado, como gerem a vida para além do futebol. Mas, dificilmente falam de si, as próprias instituições põem muitos entraves às entrevistas. E, por isso, aplaudo a Susana Barata, companheira de 14 anos do treinador do Benfica. O clube e o marido aconselharam-na a não falar, mas Susana falou. Sem medos, de uma forma franca e confiando em mim. Quantas vezes julgamos os outros sem os conhecermos? A Susana abdicou da sua profissão enquanto professora de educação física para que o marido vivesse o seu sonho. A Susana aguentou a família durante 5 anos de afastamento, sem o dia a dia junto ao companheiro. A Susana sabe que pode mudar tudo amanhã. A Susana tem saudades de dar um beijinho na rua ao marido. A Susana durante algum tempo foi o suporte financeiro do marido. A Susana existe. Que se dê valor a quem vive na sombra. Todos nós temos uma história. E está nas bancas.

 

  • Comentários

    Artigos relacionados