Quentinho

cristina ferreira look the vintage (2 of 18)

Ontem cheguei a casa mais cedo. Ainda o sol se fazia notar quando me encontrei no abraço do meu filho. Quando isso acontece sinto que ganhei o dia. A possibilidade de brincarmos os dois, de conversarmos sobre o dia de cada um, ou estarmos apenas, lado a lado, a ver televisão. A rubrica dos bebés na tarde é sua chamou-lhe a atenção. Quis perceber como é que era em pequenino, onde dormia quando nasceu e ali começaram muitas perguntas de resposta fácil. É fácil explicar o amor. O que um filho nos acrescenta nada mais consegue igualar. Ocupam um lugar prioritário na nossa vida mas não são a única razão de viver. E essa é a fórmula que cada mulher deve encontrar de se valorizar, de existir para além dos rebentos, de ser feliz para criar filhos felizes. Na entrevista a Laura Figueiredo, nesta edição da revista Cristina, ela própria dizia que gostaria que a filha, um dia, se orgulhasse de uma mãe trabalhadora. Cada uma de nós escolhe o seu caminho. É preciso é fazê-lo com segurança e, acima de tudo confiança. O abraço tem tanta força às cinco da tarde como às dez da noite. Quando é amor. <3

///

Warmy

Yesterday I got home earlier. The sun was still shinning when I found myself in the arms of my son. When that happens it makes my day. Getting the chance to play with each other, to talk about what we did during our day, or just standing by the TV side by side. The baby subject on “A Tarde É Sua” show caught his attention. He wanted to know realize how it was when he was a little boy, where he used to sleep when he was born, and then a lot of easy-answer-questions came up. Love is easy to explain. Nothing compares to what a child can give us. They are a privileged part of our life but they aren’t the only reason why we live for. And that is the secret formula that every women should be able to find in order to achieve some self-esteem, to have an existence beyond their sprouts, to be happy and raise happy children. In last issue’s interview to Laura Figueiredo she says she would love that her daughter, later in life, could feel proud to have working mom. Each one of us chooses her own path. And that takes sureness and confidence. The strength of a hug is exactly the same whether it is 5 pm or 10 pm. It’s love. <3

cristina ferreira look the vintage (3 of 18)cristina ferreira look the vintage (7 of 18)cristina ferreira look the vintage (8 of 18)cristina ferreira look the vintage (5 of 18)cristina ferreira look the vintage (10 of 18)cristina ferreira look the vintage (12 of 18)cristina ferreira look the vintage (14 of 18)cristina ferreira look the vintage (15 of 18)cristina ferreira look the vintage (17 of 18)cristina ferreira look the vintage (16 of 18)cristina ferreira look the vintage (18 of 18)cristina ferreira look the vintage (1)cristina ferreira look the vintage (2)

Look

Calças | Spaccio

Camisa de Ganga | Lança Perfume

Chinelos | Gucci

Casaco | Adolfo Dominguez

Daily Team

Fotos | Rui Valido
Makeup & Hair | Inês Franco
Stylling by me

Agradecimentos | NAU The Vintage Lisboa

LUVIN – Blog & Digital PR